Desde o fim do ano passado, trazemos as tendências que vão dar o ritmo de 2024. Dentre elas, uma das mudanças mais intensas é que o mundo está cada dia mais voltado para a integração de práticas sustentáveis

Os efeitos das mudanças climáticas têm sido percebidos em diferentes contextos e, consequentemente, aumentam as exigências do consumidor. Além disso, mais profissionais desejam trabalhar com práticas que respeitem o ambiente e o clima

As funções do RH na promoção do ESG (Ambiental, Social e Governança) dentro das organizações precisam crescer para gerar o impacto necessário.  

Para 2024, espera-se que os gestores de RH não apenas lidem com questões tradicionais, como recrutamento e formação, mas também assumam a responsabilidade de formar “líderes sustentáveis” e promover uma cultura de sustentabilidade. 

Formação de líderes sustentáveis

Desenvolvimento de competências

Os gestores de RH devem identificar e desenvolver competências específicas relacionadas à sustentabilidade, como pensamento crítico sobre questões ambientais e sociais, tomada de decisões éticas e habilidades de comunicação  sobre esses temas.

Treinamento em sustentabilidade

Implementar programas de treinamento específicos que abordem conceitos de ESG, políticas internas da empresa e estratégias para integrar práticas sustentáveis nas operações diárias. 

Isso inclui conscientização sobre eficiência energética, redução de resíduos e responsabilidade social corporativa.

Recrutamento sustentável

Critérios de sustentabilidade na contratação

Incluir critérios de sustentabilidade nos processos de recrutamento, garante que os candidatos compartilhem os valores ambientais, sociais e de governança da empresa.

Diversidade e inclusão

Promover a diversidade e a inclusão no recrutamento, reconhecendo que equipes diversas são mais propensas a gerar inovações e soluções sustentáveis.

Capacitação para sustentabilidade

Programas de mentoria sustentável

Estabelecer programas de mentoria que conectem líderes experientes com talentos emergentes, com foco na transmissão de valores e práticas sustentáveis.

Incentivo à educação contínua

Encorajar a participação em cursos e certificações relacionadas à sustentabilidade, incentivar a aprendizagem contínua e a aplicação prática desses conhecimentos no ambiente de trabalho.

Cultura de sustentabilidade

Comunicação transparente

Fomentar uma comunicação transparente sobre as iniciativas de sustentabilidade da empresa, além de promover a conscientização e o envolvimento dos colaboradores.

Integração nos processos internos

Incorporar práticas sustentáveis nos processos internos, como gestão de projetos, cadeia de suprimentos e operações diárias e, assim, garantir uma abordagem holística.

Reconhecimento e incentivos

Reconhecer e recompensar equipes e indivíduos que contribuem significativamente para os objetivos de sustentabilidade, com incentivo à participação ativa de todos.

O papel do RH no ESG para 2024 é mais desafiador e abrangente do que nunca. 

Os gestores de recursos humanos agora desempenham um papel fundamental na formação de líderes sustentáveis e na construção de uma cultura empresarial comprometida com a responsabilidade ambiental, social e de governança. 

Ao adotar práticas de formação, recrutamento e capacitação específicas, o RH pode se tornar um catalisador para a transformação sustentável e, dessa forma, contribuir para o sucesso das organizações e no cuidado do planeta para as próximas gerações. 

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou