Fit cultural e diversidade: como recrutar com equilíbrio

A busca por diversidade nas empresas ganhou espaço nos últimos anos. Mais do que isso, para melhorar a inovação e a resiliência das organizações, o investimentos e recursos para alcançar o maior número de candidatos também cresceram

Por outro lado, o fit cultural segue como prioridade no recrutamento. Mas para alguns especialistas ele pode ser uma barreira na promoção da diversidade. 

A questão que se coloca é: se a organização busca candidatos que já possuem as mesmas características existentes na empresa, como é possível aumentar a diversidade?

O desafio dos líderes e gestores de recursos humanos é como equilibrar esses dois objetivos, sem que um prejudique o outro. 

Encontrar o equilíbrio entre o fit cultural e a promoção da diversidade é fundamental para o sucesso a longo prazo de uma organização e algumas estratégias ajudam a estabelecer um recrutamento que considere tanto a harmonia cultural quanto a diversidade.

Compreender o fit cultural

O fit cultural é a compatibilidade entre os valores, crenças e comportamentos de um candidato e os da organização. Identificar candidatos que se alinham à cultura da empresa significa garantir a integração e a colaboração. No entanto, o fit cultural não pode ser sinônimo de uniformidade, que leva à exclusão de talentos valiosos e amarra toda uma organização a um único ou poucos perfis profissionais. 

Definir a cultura organizacional

Antes de iniciar o processo de recrutamento, a organização precisa compreender, de fato, a sua cultura. 

Identificar valores, missão da empresa é o que é essencial para o crescimento e o bom ambiente de trabalho. 

Se a visão sobre a cultura é clara, fica mais fácil encontrar candidatos alinhados à ela, mesmo com origens, gêneros, etnias e pontos de vista diferentes. 

A diversidade como valor

A riqueza de perspectivas e experiências impulsionam a inovação e a resolução de problemas. 

Incluir diferentes origens, habilidades e perspectivas é um catalisador para o crescimento organizacional. 

Líderes de área e profissionais de RH devem promover ativamente a diversidade como um valor essencial. A partir do momento que a diversidade faz parte da cultura organizacional ela se mistura ao fit cultural e fica mais difícil que um interfira no outro. 

Entrevistas e avaliações comportamentais

Os entrevistadores devem usar uma abordagem estruturada, focando em comportamentos específicos e competências necessárias para o cargo. 

Isso reduz a subjetividade e facilita encontrar candidatos que se destacam não apenas pela experiência, mas também pela capacidade de se integrar à cultura existente.

Programas de desenvolvimento e mentoria

Essa é uma estratégia eficaz para integrar novos talentos e preservar a cultura existente. 

Além disso, a mentoria proporciona um ambiente inclusivo, onde os funcionários se sintam valorizados e apoiados em seu crescimento profissional.

Encontrar o equilíbrio entre o fit cultural e a diversidade no recrutamento é um desafio que vale a pena enfrentar. 

Ao adotar estratégias que considerem os dois conceitos juntos, os profissionais de RH vão construir equipes alinhadas aos valores da empresa, mas sem deixar de lado a diversidade necessária para impulsionar o sucesso a longo prazo.

 O recrutamento eficiente é a chave para construir organizações sustentáveis e inovadoras.

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou