Por que algumas empresas unificam o RH com a TI

0

A busca para desenvolver uma cultura de inovação tem feito com que empresas adotem uma nova configuração: colocar sob o mesmo teto as áreas de recursos humanos (RH) e tecnologia da informação (TI). 

Na prática, isso significa que esses dois setores estratégicos das organizações são liderados pela mesma pessoa, equipe ou por duas gerências colaborativas. Mas quais são as consequências dessa tendência?

A unificação das áreas de Tecnologia da Informação (TI) e Recursos Humanos (RH) pode trazer tanto vantagens quanto desvantagens. A combinação dessas áreas visa mais colaboração e alinhamento dos objetivos organizacionais.

Por outro lado, a ideia pode trazer desafios de cultura e gestão interna. Confira os principais pontos que devem ser considerados antes de unir TI e RH.

VANTAGENS

Alinhamento estratégico

Com a união, a TI terá uma compreensão mais profunda das necessidades e objetivos do RH, o que permite o desenvolvimento de soluções tecnológicas mais adequadas para apoiar as atividades de gestão de pessoas. Já o RH compreende as capacidades e as limitações tecnológicas da TI, o que facilita o planejamento de projetos e a tomada de decisões.

Integração de sistemas e processos 

Gestão de folha de pagamento, benefícios, recrutamento e treinamento podem ser integrados em uma única plataforma, eliminando redundâncias e facilitando a troca de informações entre os departamentos. É mais eficiência operacional e menos erros.

Implementação de soluções tecnológicas

Inovações podem ser feitas com mais rapidez. O entrosamento entre TI e RH pode facilitar o entendimento para desenvolver soluções personalizadas que atendam às demandas específicas da área de recursos humanos. Por sua vez, o RH pode fornecer feedback e insights valiosos para a equipe de TI nas soluções tecnológicas, de acordo com as necessidades que mudam cada vez mais rápido. 

Colaboração e comunicação 

A proximidade física e a interação diária facilitam a troca de conhecimentos e experiências entre os profissionais. Isso contribui para um ambiente de trabalho mais integrado, com mais chance de inovação e o compartilhamento de boas práticas.

DESVANTAGENS

Diferenças culturais e de mentalidade

A equipe de TI costuma ter uma abordagem mais técnica e voltada para a eficiência operacional, enquanto o RH, mesmo cada vez mais voltado aos dados, se concentra nas pessoas. Integrar essas diferentes perspectivas exige esforços de comunicação e adaptação para garantir que a colaboração funcione no dia a dia.

Conflitos de prioridades

A equipe de TI pode estar focada em melhorar a infraestrutura tecnológica, enquanto o RH quer priorizar a implementação de programas de desenvolvimento de talentos. É importante que ambas as áreas trabalhem em conjunto para definir prioridades e encontrar soluções que atendam às necessidades de ambas.

Complexidade na gestão 

A equipe responsável pela área combinada vai lidar com diferentes tarefas e projetos, que vão desde a manutenção de sistemas tecnológicos até a gestão de talentos. Gerenciar essas diferentes áreas de atuação exige habilidades de liderança e capacidade de gerenciamento de recursos humanos e tecnológicos. 

Resistência à mudança 

As equipes podem se incomodar com as mudanças em suas responsabilidades e processos. É fundamental garantir uma comunicação clara e transparente, além de fornecer suporte e treinamento adequados para que todos possam se adaptar às novas dinâmicas e aproveitar as oportunidades dessa integração.

Na hora de decidir o que fazer, cada empresa deve avaliar seus objetivos de negócio, além das perdas e ganhos que terão com a unificação dos setores. Ao considerar esses aspectos e adotar uma abordagem estratégica, as empresas podem aproveitar ao máximo os benefícios da união de TI e RH para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento organizacional.

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou