Uma das séries mais comentadas nos últimos tempos, “Succession”, começa com o proprietário de uma grande empresa que se vê em meio ao dilema da sucessão. 

Ele precisa decidir quem vai ocupar seu cargo e é a partir desta indefinição que os conflitos começam e não param mais. 

Apesar de ser uma obra de ficção, a dificuldade de encontrar alguém para preencher o próprio lugar em uma organização é um desafio comum em todos os setores.

Preparar a sucessão é importante para o planejamento da carreira de qualquer profissional. É a garantia de que o trabalho realizado ao longo de uma trajetória continue sem atrapalhar processos e decisões da empresa. 

Além disso, a falta de uma sucessão pode impedir que o profissional siga sua trajetória em postos mais altos ou, como acontece na série, tenha um descanso tranquilo no fim de sua carreira. 

Para facilitar esse processo, fizemos uma lista com dicas para você agir com segurança quando chegar a hora de deixar o seu cargo. 

Antes de tudo, o planejamento

O planejamento da sucessão deve ser feito com antecedência. Dessa forma, é possível ter tempo suficiente para preparar um sucessor e um processo seguro na transferência de todas as informações e na preparação da equipe. Quanto mais suave a transição, melhor será a adaptação do novo profissional.

Documente seus processos

Faça planilhas, esquemas, anote contatos. Criar um roteiro para o “modus operandi”, vai ajudar não só o novo profissional que vai ocupar sua cadeira como também vai colaborar para que você não esqueça de nenhuma informação essencial.  Assim, suas tarefas serão realizadas de forma eficiente, mesmo sem sua presença.

Desapegue e comece a delegar responsabilidades 

Mesmo sabendo que há outro caminho a percorrer, muitos profissionais têm dificuldade em deixar de fazer aquilo que se acostumaram ao longo do tempo. Antes mesmo de escolher um sucessor, você deve transferir suas tarefas e responsabilidades. Inclusive, essa é uma forma prática de avaliar e garantir que o possível sucessor estará preparado para assumir suas funções.

Identifique os possíveis sucessores

Você não precisa ter a escolha definida desde o início. Mas é preciso ter uma ideia de quem são as pessoas capazes de assumir sua posição quando você se aposentar ou deixar um cargo. Foque nas habilidades e em experiências semelhantes às suas, mas saiba que é impossível encontrar alguém igual a você. O mais importante é que o sucessor tenha vontade de aprender. 

Treinamento e mentoria

A partir do momento em que o sucessor foi definido, é preciso aprimorar suas competências e fortalecer as habilidades necessárias para o cargo. Para isso, você pode contar com sessões de treinamento ou mentorias. Jamais dispense o poder de uma boa conversa para esclarecer dúvidas e receios que podem aparecer mesmo nos profissionais mais competentes. 

Uma sucessão bem-feita faz com que seu legado continue e que a empresa não sofra com paralisações ou pela falta de uma decisão importante. Com planejamento e preparação, é possível deixar um impacto positivo não só para o sucessor, mas para toda a organização. 

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou