O acúmulo de tarefas é um dos pontos de atenção das empresas atualmente. As ferramentas digitais permitem que muitas atividades sejam realizadas ao mesmo tempo. Além disso, equipes mais enxutas podem sobrecarregar os profissionais. 

No entanto, há diferentes motivos que levam à sobrecarga. Um deles é quando a empresa extrapola os limites do que um funcionário é capaz de dar conta em uma determinada função. Nesse caso, há questões legais que precisam ser levadas em conta. 

Mas há outro cenário, em que as próprias lideranças centralizam demais as tarefas e se veem em meio a uma lista sem fim de atribuições e acabam prejudicando seu desempenho em decisões estratégicas e de maior responsabilidade. 

Saber como delegar é uma habilidade que todos os líderes bem-sucedidos desenvolvem. Gerenciar equipes não significa renunciar ao controle das situações, mas possibilitar que os processos evoluam sem que o líder se envolva nos mínimos detalhes. 

Abaixo, trouxemos uma lista para facilitar o exercício de delegar tarefas.

Quem é quem na sua equipe

Como um técnico que sabe os pontos fortes e fracos de cada jogador, o líder precisa ter o conhecimento das habilidades e competências de cada um do seu time. Assim como o treinador não deve escalar um goleiro para marcar gols, o gestor precisa entender quais atividades são adequadas para cada perfil, de forma que consiga extrair o melhor desempenho de toda a equipe. Escolher a pessoa certa para uma tarefa é a metade do caminho. 

Defina as prioridades

Um cargo de liderança exige que o profissional tenha funções estratégicas e que impactam nos resultados da empresa. Essas são aquelas que o líder precisa trazer para perto de si. No entanto, há outras em que é possível direcionar para outras pessoas que podem, inclusive, executar com mais eficácia do que o próprio líder. 

Desenvolva a confiança e a autonomia

Ao delegar uma tarefa, os gestores devem considerar que há muitos caminhos para executá-la. As pessoas são diferentes e a maneira como buscam soluções também são. Demonstrar confiança ajuda no sucesso de quem ficou responsável pela atividade. O líder dá autonomia para que a tarefa seja feita da melhor maneira possível e não necessariamente do jeito que ele faria.

Apoio e comunicação

Ao delegar uma tarefa, é preciso ser claro e específico sobre o que se espera. Forneça as informações e recursos, prazos, objetivos e as métricas de sucesso. É importante estar disponível para esclarecer dúvidas e orientar quando necessário.

Acompanhamento 

Delegar uma tarefa não significa perder o controle sobre os resultados. É possível monitorar a evolução de uma tarefa sem interferir diretamente no processo. O líder pode pedir atualizações e avaliar o progresso. Ao longo do processo, também é necessário oferecer feedbacks construtivos que vão aprimorar a execução e as soluções encontradas.

Reconhecimento

Toda operação bem-sucedida deve ser celebrada. Além de reconhecer o esforço e o comprometimento da equipe, o líder precisa entender se uma nova forma de executar a tarefa trouxe melhores resultados. É importante ter em mente que a inovação também aparece nos pequenos processos diários.  O reconhecimento é um fator crucial para a retenção de talentos e de motivação para novos desafios.

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou