Com a mudança das relações de trabalho e novas prioridades profissionais, a visão sobre os benefícios mudou nos últimos anos. Algumas tendências, como cuidado com a saúde e flexibilidade, se consolidaram no mercado.

Muitas empresas ainda estão em fase de transição para definir quais benefícios devem oferecer e, por isso, uma nova pesquisa feita pela Forbes Advisor pode ajudar nessa escolha. 

Embora o estudo seja feito com profissionais dos EUA, ele traz números não só sobre os benefícios desejados pelos trabalhadores e oferecidos pelas empresas, como também aqueles que estão relacionados ao trabalho remoto e no escritório. 

Além disso, sabemos que muitas tendências que surgem no hemisfério norte chegam cada vez mais rápido no Brasil. Então, vale à pena conferir. 

Números que merecem atenção

O primeiro dado a se destacar comprova que a mudança das empresas em relação às políticas de benefício é uma realidade. De acordo com a pesquisa, 62% dos negócios já alteraram suas ofertas de benefícios no ano passado. 

Outro achado é em relação à mudança de visão sobre benefícios de acordo com a idade dos profissionais. Exemplo: quando falamos de uma faixa etária entre 18 e 41 anos, 30% dizem que gostariam ter como benefício um seguro para pets. Já quando olhamos para um público acima dos 42 anos, 80% procuram cargos que incluam plano de saúde. 

Na faixa etária entre 42 e 57 anos, 40% consideram que a folga remunerada obrigatória é uma prioridade. No geral, 31% dos profissionais apontaram esse como um benefício essencial. No entanto, quando olhamos para os 5 benefícios mais comuns oferecidos pelas empresas, a folga remunerada não aparece. Essa é a principal discordância entre o que é oferecido pelas organizações e o que os profissionais buscam.

Os 5 benefícios mais desejados pelos profissionais

  1. Plano de saúde
  2. Seguro de vida
  3. Pensão e plano de aposentadoria
  4. Folga remunerada obrigatória
  5. Assistência para saúde mental

 Os 5 benefícios mais oferecidos pelas empresas

  1. Plano de saúde
  2. Seguro de vida
  3. Plano de aposentadoria
  4. Assistência para saúde mental
  5. Desconto para funcionários

A flexibilidade vale para quem trabalha no escritório ou em casa

Apesar de contar com diferenças consideráveis entre as demandas, há um ponto em que tanto aqueles que trabalham remotamente quanto os funcionários que vão até o escritório concordam: a flexibilidade de horas é o benefício mais desejado por essas duas categorias de profissionais. 

Além disso, há dois pontos que chamam a atenção daqueles que trabalham nos escritórios e que, de certa forma, aproximam seus desejos do trabalho remoto. Entre os cinco principais benefícios, os funcionários presenciais colocaram no topo da lista a “opção de trabalhar em casa” e a “semana de trabalho de quatro dias”. 

Confira abaixo a lista dos 5 benefícios mais desejados por aqueles que fazem home office e pelos profissionais que vão até os escritórios. 

Benefícios mais desejados pelos trabalhadores remotos

  1. Flexibilidade de horas
  2. Equipamento de trabalho fornecido pela empresa
  3. Bolsa home-office
  4. Atividades de relacionamento para equipes virtuais
  5. Assistência para Internet

Benefícios mais desejados pelos trabalhadores no escritório

  1. Flexibilidade de horas
  2. Opção de trabalho em casa
  3. Descontos para funcionários
  4. Desenvolvimento profissional
  5. Semana de trabalho de quatro dias

É importante ter em mente que apenas um entre dez trabalhadores aceita redução de salário por melhores benefícios. Por outro lado, o número daqueles que deixam seus empregos em busca de melhores benefícios chega a 26%. 

No caso das pequenas e médias empresas, que não possuem as mesmas condições de oferta de benefícios das grandes companhias, é preciso considerar que o plano de saúde é uma prioridade. 

Em seguida, o que os números mostram é que os benefícios relacionados ao equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho têm sido aqueles que realmente fazem a diferença na escolha de todos os tipos de profissionais. 

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn. Confira outros artigos no blog da Pyou