O que é NFT e como ele impacta o mercado de trabalho

O que é NFT

Que o desenvolvimento de novas tecnologias sempre pode trazer mudanças para o mercado de trabalho não é segredo para ninguém. Ano passado, uma luz se acendeu com a expansão de uma nova modalidade que até pode parecer pura diversão, mas que também é uma forma de ganhar dinheiro: o NFT.

Em 2021, foram negociados 23 bilhões de dólares em vendas de NFT, o equivalente a R$ 128 bilhões. Para se ter uma ideia do tamanho da “expansão”, de acordo com a startup DappRadar, em 2020 o valor do total de vendas desse tipo não passou de 100 milhões de dólares. Nas Filipinas, famílias conseguiram uma renda própria graças ao Axie Infinity, um jogo baseado em NFT, que permitiu a algumas pessoas faturar até 400 dólares mensais graças aos prêmios distribuídos na plataforma e trocados por criptomoedas.  

O que é NFT?

Apesar do nome estranho, token não fungível (“non-fungible token”), o conceito do NFT não é tão complexo. A sigla dá nome a um certificado de propriedade, uma espécie de título digital, que não pode ser substituído, dividido ou compartilhado. Baseada em redes blockchain, é uma tecnologia que permite a identificação e a determinação de propriedade de qualquer objeto digital. Na prática, o NFT significa que qualquer pessoa pode pagar para ser a única dona de diversos itens digitais (textos, músicas, vídeos etc.), de personagens de jogos eletrônicos ou até mesmo de um meme. 

Mas como é possível ganhar dinheiro com isso?

Tudo segue a mesma lógica da economia tradicional. A diferença é a tecnologia de redes em blockchain, que pode ser acessível para qualquer pessoa com um celular conectado. O valor de um NFT está ligado à sua relevância no mercado que, por sua vez, é determinada por sua raridade, pela qualidade de um trabalho ou pela reputação de um artista, entre outros fatores. Por exemplo, apenas a famosa casa londrina de leilões Christie ‘s  faturou 150 milhões de dólares em NFT ao longo de 2021. Isso significa que algumas pessoas estão investindo pesado em obras digitais porque acreditam que elas podem se valorizar ao longo do tempo.                                                                              

Como o NFT pode afetar o mercado de trabalho?

Na verdade, em alguns lugares isso já está acontecendo. Segundo pesquisa do Civic Science, nos Estados Unidos 11% das pessoas já lucraram ou conhecem alguém que conquistou independência financeira investindo em criptomoedas e NFT. Com a possibilidade de monetizar suas criações digitais ou suas habilidades nos jogos eletrônicos, muitos decidem abandonar seus empregos e investir seu tempo na aquisição e conversão dos NFT, o que já pode ser considerado um novo nicho de mercado e com o crescimento do mercado pode ser que essas pessoas deixem os empregos tradicionais para viver de suas movimentações em NFT. Por enquanto, alguns setores que dependem da mão de obra da população universitária ou recém-saída da faculdade devem sentir com mais intensidade o primeiro impacto desta competição. Afinal, mesmo um ganho mais modesto em NFT pode representar um salário ou até mais do que o rendimento mensal de um profissional na área de serviços de limpeza, hotelaria, bares e restaurantes, por exemplo. 

Quando surgem novas possibilidades de trabalhos e ganhos financeiros para diferentes profissionais, pode haver impacto na competitividade por talentos. Por isso, é importante seguir de olho nos próximos movimentos do mercado para entender quais devem ser os próximos passos e a direção que esse movimento deve tomar. 

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn

Confira outras artigos no Blog da Pyou