O RH digital veio para ficar. Veja os principais impactos dessa transformação

Quando a pandemia do coronavírus obrigou profissionais do mundo todo a permanecerem em suas casas, mesmo algumas organizações que antes torciam o nariz para o trabalho remoto foram obrigadas a aderir à novidade. Agora, a maioria delas não quer voltar atrás. 

Pesquisa publicada no Valor Econômico mostra que 60% das empresas brasileiras se adaptaram para contratar seus funcionários por meio da digitalização e 97% delas não pretendem retomar o formato antigo depois da pandemia. 

“Em 2016, quando fazíamos nossas seleções com apoio de vídeo entrevistas, muitos clientes ficavam receosos. Hoje todos fazem”, conta Gabriela Balestrin, Country Manager da Pyou para América Latina. Para ela, muitos processos foram desburocratizados e o recrutamento digital é “um caminho sem volta”.

O que já mudou e o que ainda vai mudar no RH das empresas

A primeira grande mudança é que as empresas que resistirem à transformação digital tendem a ficar para trás. Um dos motivos é que as ferramentas digitais aceleraram os processos de contratação e, como se sabe, a agilidade é um diferencial importante em um mercado tão competitivo.

Existe também outro fator: a geração Z. Jovens profissionais que começam a entrar no mercado de trabalho tendem a ver com desconfiança processos seletivos que não utilizam a tecnologia. Empresas que ainda possuem um sistema muito burocratizado vão perder cada vez mais candidatos. Para os jovens é impensável ter um currículo impresso nos dias de hoje, por exemplo. 

Para os line managers as novas tecnologias também facilitaram o suporte com as equipes de recursos humanos, seja para tratar sobre um feedback, seja na hora de fazer uma avaliação de desempenho. Parece contraditório, mas de certa forma o distanciamento trouxe mais proximidade entre as áreas e este é outro impacto na rotina das empresas que ecoa no papel dos profissionais de recursos humanos. A digitalização trouxe um reconhecimento muito maior para as áreas responsáveis por pessoas e provou que sua importância vai muito além da folha de pagamento. 

O novo RH ficou muito mais forte

A presença de novas tecnologias facilitou para que as empresas percebessem a influência do profissional de RH nos negócios. Uma das principais razões para isso é que, com novas habilidades cada vez mais necessárias, o capital humano também passou a ser muito mais valorizado.  

O recrutamento digital não só é fundamental para encontrar um candidato, como também influencia a experiência do colaborador, que é determinante para atração e retenção dos melhores profissionais. E esse processo começa já no primeiro contato com os candidatos. Por isso, contar com especialistas em recursos humanos capazes de oferecer um processo seletivo claro, ágil e eficiente é um diferencial que nenhuma empresa pode se dar ao luxo de desprezar. 

Para receber mais dicas siga nossas páginas no Instagram e no LinkedIn